University of Canberra é a nº 1 do mundo em redução de desigualdades, pelo segundo ano consecutivo

Publicado em:

Acessibilidade

University of Canberra é a nº 1 do mundo em redução de desigualdades, pelo segundo ano consecutivo

Suzanne Lazaroo | 28 de abril de 2022

Pelo segundo ano consecutivo, a University of Canberra foi nomeada a primeira do mundo por reduzir as desigualdades no Ranking de Impacto do Times Higher Education (THE) 2022.

Um sistema globalmente único, o THE Impact Rankings é o único de seu tipo a classificar as universidades de acordo com a forma como elas se comparam aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) das Nações Unidas e criar impacto para alcançar um futuro mais sustentável para todos.

O número de universidades classificadas aumentou significativamente desde o início do ranking – agora em seu quarto ano, incluiu 1.406 universidades de 94 países/regiões.

Este ano, a University of Canberra também manteve sua classificação geral de 57º no mundo.

“Este ranking reconhece o papel que a University of Canberra desempenha na promoção da igualdade e no aumento do acesso à educação em nossa região, bem como o impacto que nossa pesquisa tem globalmente”, disse o professor Paddy Nixon, vice-chanceler e presidente da University of Canberra.

“Os resultados são uma prova de como os valores da UC estão incorporados em nosso trabalho diário e de como a UC causa um impacto claro e tangível em nossa comunidade.

“Quando as pessoas pensam em Canberra, elas pensam em uma cidade privilegiada e bastante homogênea – então eles ficam surpresos ao descobrir que nossa diversificada população estudantil é composta por 28% dos primeiros na família a ir para a universidade, 6% são estudantes internacionais de países de baixa renda, e 6,8 por cento de nossos alunos disseram que vivem com deficiência.”

O professor Mick Cardew-Hall, vice-chanceler adjunto de Pesquisa e Empresa, disse que muitos fatores contribuíram para que a Universidade mantivesse sua classificação global.

“Grande parte da nossa pesquisa está focada nas desigualdades sociais. Além disso, temos políticas e procedimentos fortes para garantir a não discriminação, iniciativas para impulsionar a equidade e um compromisso demonstrado para recrutar funcionários e estudantes de grupos sub-representados”, disse ele.

“Em 2020, alcançamos dois por cento de emprego para os povos aborígenes e ilhéus do Estreito de Torres na Universidade, e estamos a caminho de nossa meta de três por cento, proporcional à população indígena.”

Além de manter seu primeiro lugar no ranking global na categoria ODS Redução das Desigualdades, a Universidade também subiu para o 11º lugar na categoria Igualdade de Gênero, acima do 17º do ano passado .

Na categoria Igualdade de Gênero, as universidades são classificadas de acordo com seus esforços contínuos para alcançar maior igualdade e empoderar mulheres e meninas.

Como parte de seu forte compromisso de se tornar o líder nacional do setor em equidade, diversidade, inclusão e acesso, a University of Canberra foi a Employer of Choice for Gender Equality por 12 anos consecutivos, até sua última submissão em 2019. Também recebeu o Athena SWAN Institutional Bronze Award como parte do Science in Australia Gender Equity (SAGE) em 2020.

“A UC também tem uma grande proporção de mulheres em cargos acadêmicos e executivos seniores, bem como políticas fortes para abordar a participação de mulheres onde elas estão sub-representadas, inclusive em assuntos como STEM”, disse o professor Cardew-Hall.

A Universidade também empatou em 12º lugar no mundo em Educação de Qualidade .

“A Universidade tem orgulho de ajudar a treinar a próxima geração de educadores, com cinco por cento de nossos graduados obtendo qualificações de ensino”, disse o professor Cardew-Hall. “Além disso, a aprendizagem ao longo da vida é uma pedra angular da UC, como parte do nosso compromisso de aumentar o acesso à educação de alta qualidade para todos. Isso é demonstrado por nossos muitos eventos de divulgação e recursos disponíveis para a comunidade em geral.”

O professor Nixon disse que a educação, posicionada em uma base de políticas e iniciativas para impulsionar a equidade, era a arma mais eficaz na redução das desigualdades.

“Profissionalmente, esses resultados me enchem de orgulho – como o primeiro da família a ir para a universidade, esses resultados significam ainda mais em nível pessoal”, disse ele.

“Testemunhei inúmeros casos em que a educação mudou vidas e elevou comunidades inteiras – assim como muitos de meus colegas. É por isso que continuaremos a lutar por um maior acesso à educação para todos e, ao fazê-lo, contribuir para uma mudança sustentável em Canberra e além.”

Lifestyle

Sydney, Melbourne ou Brisbane: qual escolher?

Você está se programando para ir estudar na Austrália? Você va...
Acessibilidade

Doutorado em vinhos na Austrália: conheça a história de uma bolsista brasileira

Irina Santiago é uma cientista brasileira que cursa seu Doutor...
Lifestyle

Como é morar em Brisbane, na Austrália?

Brisbane está localizada na costa leste da Austrália e é a cap...
Qualidade da Educação

Holmesglen: intercâmbio para brasileiros na Austrália

Estudar na Austrália é o sonho de muitos brasileiros que quere...
Qualidade da Educação

7 cursos profissionalizantes de construção civil em Melbourne, Austrália

Brasileiros que querem conseguir um trabalho no setor de const...
Acessibilidade

Descubra novas habilidades e oportunidades de emprego na Austrália

Descubra novas habilidades e oportunidades de emprego na Austr...

Register

Idioma*

Entrar