Doutorado em vinhos na Austrália: conheça a história de uma bolsista brasileira

Publicado em:

Acessibilidade

Irina Santiago é uma cientista brasileira que cursa seu Doutorado em Viticultura, com bolsa integral, na Faculdade de Ciências da Universidade de Adelaide. Ela conseguiu a bolsa Adelaide Graduate Research Scholarships (AGRS), para dar continuidade aos estudos e se destacar na carreira internacional. Conheça um pouco mais da história da estudante brasileira na Austrália.

 O que te atraiu para estudar na Austrália?

Por muito tempo, tive o desejo de me mudar do Brasil para a Austrália para alcançar uma vida mais equilibrada. Queria viver em um país que tivesse a informalidade do Brasil, mas também caminhos mais estruturados para alcançar objetivos na vida.

Na graduação no Brasil, estudei Administração e passei a trabalhar no governo e na atração de investimentos estrangeiros. O trabalho era interessante, mas o Brasil tem a mesma cultura de trabalho dos EUA, pois quanto mais tempo você fica no trabalho, mais você é reconhecido pelo seu empregador.

Eu queria terminar meu dia em um determinado horário e não me sentir culpado. Eu sabia que os australianos davam grande ênfase ao trabalho, ao equilíbrio da vida e, portanto, escolhi vir estudar na Austrália para me beneficiar desse estilo de vida.

O que o levou a mudar de carreira?

Eu queria estudar algo que me fizesse mais feliz na vida e me permitisse ter um ótimo estilo de vida.

Uma das coisas que eu amo na viticultura é a felicidade das pessoas neste setor. Eles ficam empolgados só de falar sobre seus trabalhos. A felicidade deles em torno das carreiras e do setor em geral era realmente atraente.

Foi difícil deixar minha família e amigos no Brasil, mas não me arrependo. Eu amo o que eu faço.

Por que você escolheu a Universidade de Adelaide?

Eu queria estudar algo relacionado à produção de vinho e era a única universidade do mundo que tinha cursos práticos de pós-graduação em vinhos tão bons.

No primeiro dia em que fui ao campus de Waite, lembro-me de ter ficado muito emocionada porque era um lugar tão bonito, cheio de pássaros cantando e árvores lindas e enormes.

Como você se sentiu estudando para o seu doutorado?

Comecei com um mestrado em viticultura, mas não tinha uma formação científica de graduação, então meu primeiro ano foi bastante difícil. Para uma PhD, seu orientador é seu apoio mais importante.

Minha orientadora me convenceu de que eu era capaz de estudar para um doutorado em primeiro lugar e me aconselhou a me candidatar a uma bolsa de estudos. Tive a sorte de ser 1 de cerca de 15 pessoas no meu ano para ganhar uma bolsa integral da Universidade de Adelaide.

Quais são as diferenças entre estudar no Brasil e na Austrália?

Na Austrália, se você tiver um bom desempenho, há maneiras muito claras de ser reconhecido. Ganhar minha bolsa de estudos foi a prova disso. Recebi 100% das propinas e um subsídio para as minhas despesas de subsistência. Eu ainda tenho que trabalhar, mas apenas 2 dias por semana.

Onde você mora?

Eu moro em McLaren Vale, uma das famosas regiões vinícolas de Adelaide, a apenas 35km da cidade. Comecei a trabalhar lá para começar e depois decidi que seria um ótimo lugar para se viver.

Eu não moraria em nenhum outro lugar agora, leva apenas 30 minutos para chegar em Adelaide e eu vivo entre belos vinhedos e perto de algumas das praias mais mágicas do sul da Austrália, como Maslin e Aldinga. As pessoas têm que vê-los para acreditar neles!

Quais são seus planos quando terminar o doutorado?

O que quer que eu faça, tem que estar ligado à sustentabilidade na indústria do vinho. Atualmente trabalho para a Associação de Vinhos e Turismo do Grupo McLaren Vale e gostaria de continuar trabalhando para eles no futuro. Pretendo ficar na Austrália porque fiz minha vida aqui agora.

Quando veio para Adelaide, utilizou os serviços de apoio?

Eu me matriculei no International Bridging Program (IBP) e estava cética de que seria útil para mim porque englobava uma grande variedade de alunos com níveis de inglês tão diferentes. Acabou sendo muito útil e, com o passar dos anos, me tornei uma grande fã dos cursos para estudantes e pesquisadores internacionais oferecidos pelo Centro de Pós-Graduação.

A Universidade oferece uma enorme quantidade de apoio aos estudantes internacionais. Você só precisa pesquisar e planejar como esses serviços de suporte podem ajudá-lo melhor.

Lifestyle

Sydney, Melbourne ou Brisbane: qual escolher?

Você está se programando para ir estudar na Austrália? Você va...
Acessibilidade

Doutorado em vinhos na Austrália: conheça a história de uma bolsista brasileira

Irina Santiago é uma cientista brasileira que cursa seu Doutor...
Lifestyle

Como é morar em Brisbane, na Austrália?

Brisbane está localizada na costa leste da Austrália e é a cap...
Qualidade da Educação

Holmesglen: intercâmbio para brasileiros na Austrália

Estudar na Austrália é o sonho de muitos brasileiros que quere...
Qualidade da Educação

7 cursos profissionalizantes de construção civil em Melbourne, Austrália

Brasileiros que querem conseguir um trabalho no setor de const...
Acessibilidade

Descubra novas habilidades e oportunidades de emprego na Austrália

Descubra novas habilidades e oportunidades de emprego na Austr...

Register

Idioma*

Entrar